Nov 1, 2016

Histórias da Uvinha I- Saltos e Cambalhotas

O que se passará lá fora?
Não percebo! Num momento estou quieto no meu lugar,  aborrecido de tédio, noutro não paro de dar cabeçadas e cambalhotas. Até fico tonto de tanta agitação.
Confesso que, estar horas parado também me obriga a mexer para me esticar. Às vezes, entusiasmo-me e acabo por ficar mal disposto também.
Ultimamente, já estou a começar a perceber as rotinas. 
Ora, deixa-me ver.
Tudo começa com uma cabeçada gigantesca no topo aqui do espaço depois de estar parado imenso tempo. Presumo que ela dá um salto. Xiça, aqui é difícil não me enjoar. Não percebo o porquê do saltito.
Depois começam os barulhos da trituradora aqui em cima, mesmo no local aonde à pouco dei uma valente cabeçada.
Seguidamente, vem uma parte bem agradável! Eu acho que ela entra num local parecido com o meu, pois os barulhos são semelhantes. Não sei como ela entra e sai. Eu ainda não descobri a saída deste local mas está bem!
Passados uns momentos, lá começa o balanço. Ando para a frente e para trás. Pára, anda, pára, anda. Vocês não imaginam. Já bati com nariz de frente numa dessas paragens. O que deu? É claro! Enjoei à grande!
A seguir vem a parte da minha soneca. Ela pára imenso tempo e aqui que é  eu aproveito para dormitar. Aqui ando bem, pouca agitação e muito sossego.
Daqui uns tempos domino isto!


No comments: