Oct 23, 2012

Nem sempre vale a pena voar

Um pombo corria de um lado para o outro, numa estrada, a fugir dos carros que iam passando. 
No passeio, em cima do ramo de uma árvore, estava um melro ainda jovem a observar a cena com alguma curiosidade.
 Passadas algumas corridas, o pombo levantou voo e pousou uns ramos acima. O melro não resistiu e perguntou: 
-Olha lá! Tu tens asas, não tens? Porque é que não voas para fugir dos carros? Não te dá mais trabalho correr? 
O pombo, tosco e anafado respondeu: 
-Sim dá! Mas só voo quando não tenho tempo para fugir a pé! -Não percebo! – afirmou o melro. 
-É simples! Se eu voasse sempre estaria sempre a recorrer à solução mais fácil. Qual seria a piada de passear na estrada? 
O pequeno e jovem melro revirou a cabeça para a direita e depois para a esquerda, reflectindo e não disse mais nada.

No comments: