Jun 25, 2012

Do outro lado da rede

Num armário há muito tempo fechado estava uma bengala e uma raquete do membro mais novo da família.
A raquete ainda estava em ótimo estado. No entanto, lamentava-se da solidão:
- Estou farta de estar aqui largada neste armário! Não acontece nada! Onde está o Miguel? Queria dar umas “raquetadas”!
O silêncio marcava a resposta. Ninguém lhe respondia.
-Alguém me diz quando o Miguel regressa? Ficamos a meio de um jogo! Ainda sinto a bola nas minhas cordas. Aquilo é que foi uma jogada de mestre!
-Vá lá! Alguém me diz?
Cansada e já rouca de tanto apelar resolveu começar aos pulos.
-Se não vem ter comigo, vou eu ter com ele!
Ao seu lado, a bengala, já envelhecida e cansada. Ansiosa pelo seu descanso.
-A juventude de ti partiu e a ti chegará!
A raquete muito jovem para estas sábias filosofias.
-O que foi “cota”? Falas português?
-A juventude de ti partiu e a ti chegará!- respondeu a bengala.
-Ok! Está bem! Não queres explicar! Não expliques! Ao menos sabes aonde está o Miguel?
-A juventude por ele partiu e mim chegará!
No dia seguinte, foram acordados por um barulho. Alguém se aproximava do armário. As portas abriram e um velhote aproximou-se, pegou na raquete e na bengala e levou-as com ele.
-Olha, aonde é que este “cota” me leva? É para junto do Miguel! Yuppie! Vou “raquetar”!
O idoso abriu o saco da raquete e tirou-a cá para fora.
-É agora! Finalmente! Onde esta a bola?
Ao lado do velhote estava uma criança aos pulos.
-Avô, avô! É linda! Obrigado!
A raquete sem saber o que pensar. Não conhecia o pequeno.
-Quem és? O Miguel? Bengala sabes quem é? – Gritou para o seu velho companheiro
Ao tentar localizar a bengala viu que o idoso se apoiava agora nela.
-Bengala! Tu vais passear! Eu não tenho o meu Miguel!
-Avô Miguel! Avô Miguel! Vem ver-me jogar ténis e ensina-me os teus truques!
A raquete muito espantada olhou para o idoso, com os olhos vidrados de lágrimas:
-Miguel! Voltaste!
A raquete e a bengala foram para o jardim. A raquete estava agora nas mãos da criança da família e a bengala apoiava a juventude de outrora.

1 comment:

Paula Nogueira Guerra said...

Dois elementos importantes em épocas diferentes.
Lindo xxxx