Mar 8, 2012

A todas as flores deste planeta, as mulheres

Junto a uma pedra, a observar o Sol, suspirava o Amor-Perfeito.
-Ela é bela como o Sol mas nem sabe que eu existo!
Ao seu lado, uma Erva Daninha, sempre pronta para gozar com a tristeza dos outros.
-Por quem suspiras, Amor-Perfeito? Fala comigo que eu percebo das raízes do amor como ninguém.
-A sério?
-Claro.
Muito perto dali, um Malmequer que estava com atenção à conversa:
-Mal me quer, bem me quer, se alguém se quer amar, a ninguém se deve falar!
-Não ligues! O que sabe o solitário Malmequer? É inveja! – Referiu a Erva Daninha
-Diz-me quem é que eu falo com ela!
-A sério?
-Sim, os amigos são para essas coisas! Vais ver que ela vai ficar danadinha por ti!
O Amor- Perfeito cansado de sofrer em silêncio, resolveu arriscar.
-É a Gerbera!
A Erva Daninha sorriu. A sua grande inimiga. Ambas de mau feitio só que uma era bela e outra não. Viu naquela informação uma forma de se vingar.
-Já sei o que podes fazer! Escreve-lhe uma carta de amor.
-Não sei escrever!
-Escrevo por ti.
-Está bem!
-Mal me quer, bem me quer, se alguém se quer amar, a ninguém se deve falar! – Reafirmou o Malmequer.
-Não o ouças! Confia em mim que ela vai ficar danadinha por ti!
A Erva daninha escreveu a carta e entregou à sua inimiga.
No dia a seguir, bem de manhãzinha a Gerbera gritava:
-Amor-Perfeito! Amor-Perfeito!
A flor respondeu timidamente:
-Sim!
-Nunca mais fales comigo, ouviste!
-Porquê? O que  eu fiz ?
-Escreveste-me uma carta a dizer que o Girassol me amava! Eu que suspiro por ele há anos. Fui ter com ele, esperançosa e era mentira porque ele não gosta de flores baixas! Fizeste-me sofrer! Odeio-te!
O Amor-Perfeito, calou-se e não disse mais nada. Resolveu ir tirar satisfações com a Erva Daninha.
-Enganaste-me!
-Eu? Desculpa, o que te fiz?
-Disseste que a Gerbera ia gostar de mim depois da carta.
-Eu nunca disse isso!
-Disseste sim!
-O que eu disse é que ela iria ficar danadinha por ti!
O Amor-Perfeito partiu, de coração desfeito a chorar.
-Amor Perfeito não fiques triste! – Afirmou o Malmequer.
-Falas isso porque és só!
-Meu caro amigo, já amei quem mal me queria agora espero quem bem me quererá!

2 comments:

Paula NoGuerra said...

Que delicia :)
FELIZ DIA DA MULHER :)

Diário de um Anjo said...

Obrigado paula