Nov 21, 2011

É mesmo isto.

-O que fazes? – Questionava um ponto de interrogação ao seu amigo ponto de exclamação.
-Estás sempre a querer saber tudo! És mesmo curioso!
-Porque pensas isso?
-Vês! Já chega! Os meus pensamentos são meus, ouviste!
-Estás agressivo porquê?
-Eu não estou agressivo! Estou farto de te responder!
-Qual é a origem da tua irritação?
-Pára com essas questões todas!
Na mesa ao lado, o ponto final, já farto da conversa:
-Desculpem interromper, mas cada um de vocês faz aquilo para o qual nasceu e por mais que o mundo ou alguém tente mudar e pôr em causa no fim a natureza prevalecerá.

No comments: