Jun 19, 2011

Gorda mas deliciosa

imagem: wikipédia
No balcão da pastelaria Pão Quente, havia uma grande agitação naquela noite, na bancada dos bolos. Surgiu o boato que a Bola de Berlim andava deprimida e em baixo porque estava apaixonada mas não era correspondida.
-Eu nem sei como vocês conseguem saber isso! - Referia o Mil-Folhas.
-Vocês, machos não percebem nada do assunto. Têm todos os sintomas: está mais magra e suspira várias vezes ao dia - Indagou a Torta de Laranja.
-Se calhar está doente- Sugeriu o Croissant.
-Não está nada! Aquilo é amor. Só não descobri ainda por quem.
-Deveriamos consultar o mestre! -Disse o Mil-Folhas.
O mestre era o velho Pastel de Nata.
-Mestre Natas! Estamos preocupados com a Bola de Berlim. Está cada vez mais magra e desanimada. A Torta acha que ela está apaixonada eu penso que esteja doente.
Mestre Natas, aconchegou a sua massa folhada e ficou pensativo. Era de poucas palavras mas muito sábias.
-Chamem-na aqui.
A Bola de Berlim, rebolou-se até ao canto do Mestre Natas.
-Que desejas Mestre?
-O que tens?
-Nada!
-Nada não é resposta! Vão-se todos embora.
Os restantes bolos sairam e deixaram-nos sozinhos.
-Eu! Sinto-me feia e gorda!
-Não te estou a perceber Bola de Berlim.
- Sinto-me feia e gorda.
-Minha amiga! Quem as pessoas vêem aqui buscar para levar para a praia?
-Eu.
-Quem deixa as pessoas sujas de um açucar delicioso nos lábios e  bocados de restos de doce, no canto da boca a que os humanos acham extremamente sensual.
-Eu.
-Então ainda achas que és feia?
-Não sou esbelta.
-Não! Não és, mas é por isso que as pessoas te adoram. Todos somos diferentes. Há humanos que gostam mais de uns e outros de outros. Existe sempre um guloso para cada doce.
A Bola, encheu-se de orgulho.
-Sr. Francisco, estas Bolas de Berlim hoje estão bem grandes!
-É verdade, não sei o que se passou mas sairam todas do forno assim, hoje.
-Humm, e apetitosas também.

1 comment:

Eva Gonçalves said...

As gorditas são sempre deliciosas, rrrssss, digo eu, com os meus 75 kg... :))beijinho