May 24, 2011

O mar de imaginação da Mariana

imagem: net



Mariana tinha acordado muito aborrecida. Ser filha única nas férias de Verão era uma chatice. Todos os amigos tinham ido para fora: uns para a praia e outros para o campo. O emprego de seu pai não o permitia ir de férias em Agosto, quando todos iam. Logo, tinha que se ocupar.
Estes dias de calor e sem objectivos acabavam por originar as condições ideais para criar. Sua mãe, já sabia. Quando Mariana passava horas, no quarto, sozinha, entretida algo sairia de inesperado.
Deitada em cima da cama, olhando para o tecto, a recordar o sábado de praia que havia passado, teve uma ideia. Porque não fazer um quadro com as conchas que apanhou.
Assim sendo, primeiro, com um lápis de carvão desenhou, numa folha A3, os contornos de várias flores. Depois, pegou no tubo de cola e começou a colar as conchas de forma ordenada até preencher os espaços assinalados.
Faltavam as folhas. Olhou pela janela e viu uma árvore com folhas secas. Correu para junto de sua mãe e perguntou se poderia sair a rua:
-Posso ir a rua?
-O que vais fazer? Está muito calor para ires brincar para o parque!
-É rápido! Queria umas folhas secas, daquela árvore.
-Está bem, vai lá! Mas não te demores! – Sua mãe não conseguia resistir e bloquear de alguma forma a criatividade de Mariana.
Com as folhas já em seu poder, Mariana colou-as nos caules das suas plantas.
-Estão lindas! Mas falta aqui qualquer coisa! - Pensou.
No seu balde de praia ainda estavam algumas conchas e entre elas uns caracóis marinhos.
-É isso! As plantas vão ter caracóis nas folhas!

A imaginação das crianças é algo que deverá sempre ser incentivado! Eis, uma sugestão para as férias de verão que se aproximam.

No comments: