Mar 24, 2011

Impossível amor eterno


O mundo tinha acabado de ser criado e apenas havia uma aldeia no topo das montanhas.

Existiam três famílias, uma dedicava-se à pesca, outra à caça e outra à recolha de frutos. Todos realizavam as suas tarefas para o bem da comunidade e trocavam o resultado das suas actividades entre si. Os colectores eram amados por todos mas os pescadores e os caçadores odiavam-se entre si. Segundo eles, uma pessoa podia viver só comendo peixe ou só carne pelo que, não fazia sentido existirem as duas profissões.

Um dia, Sol, filho dos caçadores apaixonou-se pela filha dos pescadores, Lua. Esta relação durou pouco tempo até que fosse descoberta e repudiada pelas famílias. Nos meios pequenos não existem segredos.

O ódio foi tanto que decidiram afasta-los para sempre. O Sol passou a viver durante metade do dia e a Lua a outra metade, ficando o resto do tempo fechados numa gruta profunda das montanhas.

Assim, os caçadores passaram apenas a procurar animais durante o período que o seu filho era liberto, a que chamaram dia e os pescadores passaram a partir para o mar e rios durante a noite, altura em que a sua filha amada Lua, os brindava com a sua presença.

4 comments:

...Ju... said...

oh *.*
que história linda!

Phil said...

Lindo....

Phil said...

Lindo....

Sofá Amarelo said...

Lindo e verdadeiro! Sol e Lua são cúmplices mas de costas voltadas!