Feb 28, 2011

Esbelta mal amada

Foto: net
Nos cantos, tento chegar,
debaixo das cadeiras andar,

Para a direita me fazem empurar,
o que debaixo do tapete não querem ficar,

À esquerda também vou parar,
para o resto ir buscar,

Suja eu vivo para estar,
com a limpeza do lar,

Em muitas histórias tive secundário lugar,
de com as bruxas voar,

Com princesas tive de figurar,
para depois da pobreza me largar,

Figura esbelta e postura firme tento andar,
todos me usam mas ninguém me sabe amar.

3 comments:

Phil said...

Gostei!

ηatalie αfonseca said...

Hehe!
Gostei sim senhora! Original! :)

Beijinhos

ηatalie αfonseca said...

Gostei muito!
Original, sim senhora ;)
Beijinhos