Apr 19, 2009

Entrelaços

Caminhos rarefeitos,
vozes soltas,
em rostos inperfeitos.

Buzinas airadas,
ecoam na noite e se juntam ao dia,
olhos brilhantes de gatas estampadas.

Andares apressados,
perfumes que tocam,
os cantos e esvoaçam os cortinados.

Olhares que passam,
vêem sem ver,
olham sem reconhecer.

3 comments:

BlueAngel said...

Que saudades de te ler, colega de asas!!! :-) Olhar sem ver, acontece tanto, magoa ainda mais. beijinhos

ηatalie αfonseca said...

Hummm....adorei os entrelaços! :D
Olhares que vêem sem ver....há muitos assim!

Beijinhos

P.s. também não posso com este papaQ Hehe:P

Dakini said...

Olá miga tou de volta (Dília) deu-me uma nova ventania e vejo k o teu blog continua mt bem ;) jinhos